terça-feira, 6 de abril de 2010

Caminho ao Êxito!

Assim como existem muitas formas de satisfazer as necessidades fisiológicas, de segurança, de amor e estima, também existem vários caminhos para satisfazer a necessidade de transformação interna e é aqui, como buscador deste alimento espiritual, que devemos reconhecer qual é o verdadeiro caminho que nos levará ao êxito. Nesta busca nos damos conta que efetuar trocas em nossas vidas, para satisfazer a necessidade de realização ou necessidade da alma, não é fácil e que devemos ganhar muitas batalhas contra nossa personalidade, com muita vontade, perseverança e força. Força esta que todos temos e que, se bem processada, consegue alcançar grandes objetivos. O iniciado compreende que a vida, suas causas e fontes estão em planos mais transcendentes. Para construir algo, temos primeiro que destruir, pois em todo ato criativo está presente a força destruidora, e não poderia haver evolução sem destruição de formas.
Na natureza observamos, às vezes, os elementos que atuam com muita força e provocam grandes mudanças que servem para eliminar coisas que estão demais, ou limpar a própria natureza. Muitas vezes em nossas vidas nos deparamos com destruições que nos afetam e que nos magoam por isso, mas se tivermos paciência, descobriremos que em muitas dessas destruições nem sempre houve um motivo e que as conseqüências posteriores foram positivas para nós.
Para conseguir então realizar as transformações em nossas vidas, devemos obrigatoriamente provocar destruições de hábitos, apegos, ressentimentos, zelos, inépcia, criticas, medos, iras, cobiças, ódios, apatia, fraquezas, indecisões, etc. Para propormos uma modificação ou uma transformação, devemos empregar em primeiro lugar um reconhecimento. Isto se consegue com uma retrospecção e, uma vez conhecido o mau condicionamento, ainda tendo a vontade de modificar, passamos por uma etapa dolorosa, já que nosso ego não gosta de ser questionado, pois os apegos são difíceis de retirar. Para saudar um inimigo necessitamos humildade, para não criticar necessitamos tolerância, e assim se segue...
É por isso que necessitamos de muita força, vontade, disciplina e perseverança. Uma vez que conseguimos o objetivo, nos sentimos vitoriosos e vem até nós um prazer de harmonia, tranqüilidade, de estar em ordem com a Providência, de ser livre, de amar a Supremacia Criadora, de estar em concordância e sintonia com a expansão do Universo.
Dependendo do mau condicionamento que eliminemos ou destruirmos, vamos descobrindo uma nova luz no horizonte, algo que não conhecíamos, algo novo que nos provoca uma grande alegria interna, expectação, entusiasmo e identificação com a Providência.
Essa alegria de vencer, de lutar, de conquistar, a sensação de vitória após árdua peleja, a partir destas sensações conquistamos a consciência da imortalidade. Quando se determina efetuar uma troca interna e se elege um caminho novo é que se conhece o gozo espiritual que produz o êxito.
Ao reconhecer os benefícios que vamos conquistando, tornamo-nos mais e mais sensíveis a esse estado de harmonia, de retidão consigo mesmo e, como eliminamos gradualmente, de forma inconsciente, o ego não equilibrado, aproveitando a energia, aprendendo a reconhecer o falso do verdadeiro, irradiando paz, alegria, tranqüilidade, tudo isso não só nos beneficia, senão a todos que nos rodeiam. Para fazer mais efetiva a motivação das mudanças, devemos permanentemente alimentarmo-nos com emoções positivas, visualizando-nos com este gozo espiritual do êxito, ou da batalha ganha. Devemos enriquecer essas visualizações com pequenos detalhes que nos agradam, emocionando-nos com o gozo obtido e medir constantemente nosso grau de avanço.
Escrever nossas experiências e resultados é extraordinariamente motivador...
Escrever sobre nossas sensações, analisando-as, é muito produtivo e confortante!
Quando não conseguimos algo ou alguma coisa, o pedido que se deve proferir a Providência é apenas força para seguir na luta, pois o restante é sua responsabilidade. Tudo isso não se pode conseguir se não se tem PERSEVERANÇA, DISCIPLINA e FORÇA! Devemos ter confiança que conseguiremos o objetivo e também muita vontade. Como conclusão, compartilho com meus leitores uma reflexão:
Se já estou em um caminho espiritual, com a enorme energia que me contribuiu a Providência, não devo desperdiçar meu tempo. Agradeço à Providência diariamente a oportunidade de viver, e minha alma se sente cada dia mais plena, sabendo que estou lutando para ser melhor, para ter mais força de vontade, para ser cada dia mais disciplinado, de ser cada dia menos egoísta, com humildade e resignação... Entregar a quem está em minha volta em cada olhar um sorriso de amor, de tantas outras gratas vivências que tenho dia a dia, que vão alimentando as necessidades de minha alma, que me fazem ver com fé e confiança no futuro, sabendo que algum dia conquistarei a identificação
com a Providência e a Consciência Imortal!
NAMASTE!
26.06.2009 09:47

1 Comentário

Beta disse...

Sou um pouco de tudo o que escrecestes ao lado do parafuso( modéstia???? quase nem habita em mim!!!rs), menos constante!!!
A constância me cansa, e seus textos estão muito longe dela!!!
Parabéns por eles.
Muita paz e luz.
Com Carinho...Beta.

Postar um comentário