terça-feira, 4 de maio de 2010

Urgência!

Hoje acordei de novo com aquela sensação de urgência... As coisas estão acontecendo, estou vendo, mas não consigo enxergar o verdadeiro significado...
Parece que estou só assistindo a um filme!
Eu quero entender mais além, sentir mais além...
Não quero me acostumar com o que não é pra ser!
A sensação de urgência é muito forte...
Eu olho a atmosfera que me rodeia e, em segundos, tudo já me parece diferente... O mundo já não é o mesmo...
Nada mais é como costumava ser!
No instante inesperado, surge aquele chamado que me move a mudar... É preciso estar livre do apego que me prende às coisas, às pessoas, às situações!
Estar mais que nunca aberto ao novo, ao inusitado, às transformações que estão acontecendo bem diante de nossos olhos... Tenho passado por muitas e grandes mudanças, mas o que me tem deixado confiante a seguir em frente é a certeza que estou sendo guiado para aquilo que minha alma quer...
Essa é uma certeza que vem lá do mais profundo do meu ser, e é ela que me move a continuar, apesar de todos os pesares... Aflições que às vezes são tão doídas que quase não tenho mais forças pra continuar, mas aí vem de novo aquele fio tênue e mágico, que me guia para outro rumo onde, de novo, me encontro mais um pouco...
Ainda não sei o que minha alma quer, mas sei que vou deixando pra trás o que ela não quer!
Coisas que acreditava como definitivas na minha vida, não são mais...
Aprendo diariamente que nada é definitivo, tudo passa, tudo é mutável!
Sendo positivo ou negativo, "Tudo vai passar!", como diz a soteropolitana Pitty!
É quando o desprendimento já não dói que fica mais fácil deixar ir...
Existem momentos em que a entrega tem que ser absoluta, quando você já usou todos os seus recursos e ainda não vislumbrou uma saída... A alternativa viável só pode ser indicada por recursos que estão além, naquele espaço onde tudo é possível, onde a Providência tece, com fios invisíveis, as ligações entre os destinos, os caminhos, as pessoas, os acontecimentos, numa teia mágica que nos conecta a tudo e a todos!
E ao entregar-me cegamente, neste momento entro no fluxo...
Quando estou no fluxo, sem querer me prender a nada, é onde me sinto melhor!
Devagar aprendo a me entregar, adjudicando a essa força que me guia e me orienta...
Deixo ir o que não é mais pra mim, o que não é mais o meu caminho e as partes que não sou mais... Estou indo em direção ao que minha alma quer e ao que minha alma é...
Esse fio de luz que me guia e me conecta é que me faz acreditar que é possível se chegar ao lugar que, quando se chega, é lugar nenhum... E é no infinito de lugar nenhum, na mínima matéria e na imensidão do Universo é onde se encontra a paz!
NAMASTE!

7 C O M E N T Á R I O (S)

Rafaela Figueiredo disse...

adorei! _identificação tamanha.

lembrou-me do trechinho-canção de audioslave, q adoto como hino em vários dias como estes q citou: “i dont want to learn what i’ll need to forget”...

e, assim, vamos vivendo!

namaste

Rafaela Figueiredo disse...

a propósito, cada vez mais vejo a conexão criada por essa rede em q me encontro _de bons e queridos 'blogadores' [blogueiro me lembra micareteiro ¬¬ rs].
essa pintura q vc pôs no post, dia desses, há pouco tempo, deparei-me com ela na internet... e tava pensando q bacana seria como representante d'a mulher de costas', 2º romance da trilogia da fofa tiburi.

mais um elo...

Joana disse...

Identifiquei-me totalmente com o teu texto. :)

Beijocas

Roberta disse...

Percebo um certo rompimento amoroso!!!! Estou enganada???
Sempre há uma boa razão para a evolução , meu amigo!!!! Fique firme que a cicatriz vai fechando aos poucos....
Beijo carinhoso...
Namaste.

@_-¯Cristiano Quaresma¯-_@ disse...

Olá Roberta...
Engana-te!
Minha URGÊNCIA aponta
para minha quase insana
necessidade do encontro
com minha própria essência
e razão de existência!
Obrigado por suas palavras...
E assim se segue...
NAMASTE!

Joana disse...

Tens um miminho no meu blog.

Beijocas

Tamara disse...

Lindo texto meu amor... Pode ter certeza que a paz só existe quando se chega a lugar nenhum... Mas existe um porém... Temos que saber isso para acreditarmos que chegamos.
bjus

Postar um comentário