segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Reflexões de OSHO!

O Impossível Possível!

Quando você deseja o possível, o impossível também pode acontecer. Quando você deseja o impossível, mesmo o possível se torna difícil. O dia em que você decidir não pedir as coisas de que você gosta e, em vez disso, gostar das coisas que acontecem, nesse dia você se tornará maduro.


A Crítica na Direção Errada!

Quando você julga, nunca pode estar no presente – você está sempre comparando, sempre se movendo para trás e para frente, mas nunca no aqui e agora. Porque o aqui e agora simplesmente existe, e ele nem é bom nem é mau. E não há como dizer se ele é melhor, porque não há com o que comparar.
Ele simplesmente existe em toda a sua beleza...


Mesmas Paisagens!

Nunca tome nada como banal!
Quando você começa a tomar as coisas como banais, você está se acomodando, sua criança esta desaparecendo, sua capacidade de admirar-se está morrendo e, quando não existe admiração no coração, não pode haver reverência.
A reverência significa que a vida é tão misteriosa que realmente não há como compreendê-la.




O Umbigo Responsável!

A infelicidade não tem causa externa, pois a causa é interna. Você insiste em atirar a responsabilidade para fora de si mesmo, mas isso é apenas uma desculpa. Quando alguém o insulta, o insulto vem de fora, mas a raiva está dentro de você. A raiva não é causa do insulto, não é o efeito do insulto.
Se não houvesse a energia da raiva em você, o insulto permaneceria impotente.



Liberdade Flexível!

Você deveria ser capaz tanto de não fazer quanto de fazer coisas e, assim, você é livre.
Você deveria ser capaz de se sentar, sem nada fazer, tão perfeita, bem-aventurada e belamente como quando está trabalhando duro e fazendo muitas coisas e, dessa maneira, você é flexível.


Silêncio Necessário!

Se você não sentir vontade de conversar, não converse e não diga uma única palavra que não esteja vindo espontaneamente de você. Não se preocupe se as pessoas acharem que você está ficando maluco.
Aceite isso!
Se elas acharem que você ficou mudo,
aceite isso e desfrute sua mudez!



A Beleza Instantânea!

Você está sentado... é um anoitecer silencioso.
O sol se foi, e as estrelas começaram a aparecer.
Simplesmente esteja presente...
Nem mesmo diga: “Isso é belo”, porque, no momento em que você diz que algo é belo, ele não é mais o mesmo. Ao dizer belo, você está introduzindo o passado, e todas as experiências que você disse serem belas coloriram a palavra.
Por que trazer o passado?
O presente é tão vasto, e o passado tão estreito.
Por que olhar por um buraco na parede, se você pode sair e olhar todo o céu?

Citações adaptadas do Livro "Osho todos os dias" (Editora Verus)
NAMASTE!

1 Comentário

Palavras de Osho disse...

Maravilhoso!

Postar um comentário