quinta-feira, 21 de setembro de 2006

O Princípio do Início!

É interessante analisar o início de um novo ciclo, de uma nova etapa de nossa passagem.
O que você chama de "mundo" é um cenário de escolhas.
Escolha determinada e plantio facultativo executado, inicia-se uma propagação de acontecimentos desordenadamente organizados, outras sementes facultativas, dando forma a uma colheita bem ou mal sucedida. O Princípio do Início é exatamente o "antes" da escolha. Que caminhos tomamos antes da "escolha"?
Caminhos diferentes, escolhas diferentes, sementes diferentes, colheitas diferentes!
No exterior do Meu Cazzzulo, estou no Princípio do Início!
Um novo ciclo ainda na infância, coletando informações e possibilidades, está diante de pessoas novas, encantos novos, sonhos novos, amigos novos, colegas novos, caminhos novos, novas escolhas, novas possibilidades.
E confesso que é nítida a tentação
por uma ou outra... algumas!
Novos caminhos, apontando de um ínfimo mascate à novas culturas, novos horizontes... possibilidades adversas, controversas, tentadoras, longínquas, com o mais diverso grau de viabilidade. Energias de pouca Luz interagem com essas possibilidades, arriscando um plantio errôneo. Apontando o Norte desta nau está a Providência! Energia de infinita Luz, que não arrisca placar... apenas aponta o Norte... basta!
Que meus passos conduzam às escolhas mais sensatas e adequadas... Veremos!
NAMASTE!

2 C O M E N T Á R I O (S)

Nena disse...

A sua mente só pode manter um pensamento de cada vez. Portanto, faça-o positivo e construtivo

Qual foi a última vez em que você esteve se lembrando de tempos agradabilíssimos na sua vida e, ao mesmo tempo, isso lhe fez sentir muito mal? Qual foi a última vez que você esteve se lembrando de dolorosos eventos do passado e, naquele momento, isso lhe fez sentir muito bem? Eu me arriscaria a dizer que a sua resposta a ambas as perguntas foi “nunca”. A razão disto é que aquilo que você focaliza é exatamente aquilo que você obtém!

A melhor maneira de controlar o seu foco é fazendo perguntas, tais como: “Como é que eu posso encontrar algo de bom nesta situação?”; “O que foi que eu aprendi disto, que poderá me ajudar a ser bem sucedido da próxima vez?”; “Como é que posso melhorar essa situação?”. Ao fazer a si mesmo perguntas eficientes como essas, você estará forçando o seu cérebro a buscar uma solução para resolver o problema e a trazer o que há de melhor para aquela situação.
Vc é um vencedor...sei que vai conseguir e torço muito por isso.

Um beijo enorme e bem apertado...

Paulo Junior disse...

Veremos mesmo!
Tô de olho pra tu não vacilar! rs
Abraço e sorte no seu novo ciclo...

Postar um comentário