domingo, 14 de maio de 2006

Mãe: Amor Incondicional!

Venho aqui falar um pouco do símbolo materno!
Não da Mãe biológica, especificamente...
Retrato a Mãe do Amor Incondicional...
A Mãe que esconde o(s) filho(s),
para apaziguar o Lar...
A Mãe que transpira, para ventilar...
A Mãe que não precisa perdoar, entende...
A Mãe que não critica, exalta...
A Mãe que se orgulha, não denigre...
A Mãe que não dorme enquanto
seu Lar não está completo...
A Mãe que cozinha, mas não se alimenta...
A Mãe que releva a seriedade dos fatos...
A Mãe que ainda será Mãe...
A Mãe que é Mãe recente...
A Mãe que é Mãe de alguns...
A Mãe que é Avó...
A Mãe que é Bisavó...
A Mãe que já se foi...
A Mãe que Ama, Incondicionalmente...
À todas, Feliz Dia das Mães!
NAMASTE!

1 Comentário

Elaine_unica disse...

Um dos grandes desafios da humanidade é aprender a arte de comunicar-se.Da comunicação depende, muitas vezes, a felicidade ou a desgraça, a paz ou a guerra.Que a verdade deve ser dita em qualquer situação, não resta dúvida. Mas a forma com que ela é comunicada é que tem provocado, em alguns casos,grandes problemas.A verdade pode ser comparada a uma pedra preciosa. Se a lançarmos no rosto de alguém pode ferir, provocando dor e revolta. Mas se a envolvemos em delicada embalagem e a oferecemos com ternura, certamente será aceita com facilidade.A embalagem, nesse caso, é a indulgência, o carinho, a compreensão e, acima de tudo, a vontade sincera de ajudar a pessoa a quem nos dirigimos. Ademais, será sábio de nossa parte, se antes de dizer aos outros o que julgamos ser uma verdade, dizê-la a nós mesmos diante do espelho.E, conforme seja a nossa reação, podemos seguir em frente ou deixar de lado o nosso intento. Importante mesmo, é ter sempre em mente que o que fará diferença é a maneira de dizer as coisas.
....

Postar um comentário